Mulheres E Meninas Na Ciência - Por Denny Silva

Atualizado: 5 de set.


Em comemoração ao Dia Internacional das Mulheres e Meninas na Ciência, instituído pela Unesco, a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) realizou, virtualmente, a cerimônia de premiação das vencedoras da 3ª edição do Prêmio Carolina Bori Ciência & Mulher.

O evento é anual, alternando duas categorias: Mulheres Cientistas e Meninas na Ciência. Desta vez, a premiação foi dada à categoria Mulheres cientistas, dedicada a pesquisadoras de instituições nacionais que tenham prestado relevantes contribuições à ciência e à gestão científica, além de terem realizado ações em prol da ciência e da tecnologia nacional. Cada vencedora recebeu um troféu e um prêmio de R$ 10 mil.


Premiadas

O 3º Prêmio Carolina Bori Ciência & Mulher recebeu indicações de 35 sociedades afiliadas à SBPC. Do total de indicadas, 11 foram na área de humanidades, 11 na área de biológicas e saúde e 13 de engenharias, exatas e ciência da Terra. Das 35 sociedades afiliadas que indicaram, 16 contam com presidentes mulheres.


Na área de humanidades - indicada pela Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (Anped) - a professora titular emérita da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Nilma Lino Gomes, foi a vencedora;


Já a professora titular do Instituto de Medicina Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), Gulnar Azevedo e Silva foi a vencedora na área de biológicas e saúde. Ela foi indicada pela Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco)


Indicada pela Sociedade Astronômica Brasileira, o terceiro nome agraciado foi o de Beatriz Leonor Silveira Barbuy, professora titular do Instituto de Astronomia,


Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG), da Universidade de São Paulo (USP), na área de engenharia, exatas e ciências da terra.


Sobre o Prêmio

Criado em 2019, o Prêmio Carolina Bori Ciência & Mulher é uma homenagem da SBPC a cientistas brasileiras destacadas e a futuras cientistas de notório talento, e que leva o nome de sua primeira presidente mulher, Carolina Martuscelli Bori.


Segundo a SBPC, a premiação foi criada pela entidade por acreditar que homenagear cientistas e incentivar meninas que se interessam pelo universo é uma ação marcante de sua trajetória histórica na sociedade científica do país e da América do Sul"



0 visualização0 comentário